História

História

Paulo Pereira de Novaes, ex-empresário, casado com Luíza Pires P. de Novaes e pai de Samuel, tem uma vida marcada por muitos sonhos. Um desses sonhos nasceu em julho de 1996 na Ilha de Mosqueiro no Pará.

Nesta viagem Paulo elaborou os primeiros planos para equipar um ônibus Motor Home que desenvolvesse atividades com artes cênicas, projeção de filmes e assistência social.  Tudo a principio estava projetado num papel, e na medida em que compartilhava seus planos a maioria das pessoas achavam uma grande loucura. Mas ele não se intimidou e divulgou com entusiasmo seus sonhos.

De volta a Curitiba, o início do Projeto demonstrou-se um grande desafio, mas aos poucos tudo aconteceu. Com a venda de um apartamento em março de  1997, pode  adquirir o primeiro ônibus para as atividades do Projeto Vida.

Inicialmente o Projeto Vida contou apenas com voluntários, que partiram em viagem para a cidade de Belém no estado do Pará, rumo à primeira atividade itinerante para desenvolver ações sociais com a população ribeirinha do Rio Amazonas.

O ônibus passou por muitas reformas para que pudesse adaptar-se às necessidades do trabalho.  E neste processo de reformas e adaptações o ônibus logo precisou de auxílio efetivo, e os primeiros voluntários de tempo integral foram se reunindo ao grupo. Aos poucos a equipe aumentou, e muitos tiveram uma rápida passagem, mas que deixaram importantes colaborações que ajudaram no processo de desenvolvimento do Projeto.

O Projeto em constante aprimoramento passou a realizar atividades voltadas para o público infantil através de uma equipe caracterizada de palhaço que transmitia valores éticos e de prevenção às drogas numa linguagem apropriada. Também as atividades nas redes de ensino começaram a se desenvolver, tratando temas importantes como: doenças sexualmente transmissíveis, aborto e gravidez na adolescência, levando através da arte cênica educação e cultura.

Em pouco tempo as atividades de assistência social e saúde começaram a funcionar atendendo a população com controle da pressão arterial, corte de cabelo, orientação familiar, recreação infantil e distribuição de algodão doce.

Números especiais com fogos, demonstração de força, show pirotécnico, coreografia, teatro e pantomima foram sendo acrescentados e os filmes sempre atraíram um bom número de pessoas às ruas. Este sonho de início impossível e muito questionado, hoje é uma realidade que se desenvolve a cada dia. Mas o crescimento não parou.  O Projeto passou por uma fase de multiplicação com a aquisição do segundo ônibus.

Com o terceiro ônibus, conseguido por meio de doação, veio também a terceira equipe que começou a atuar mais especificamente na cidade de Curitiba e hoje também atende outros Estados do Brasil. Hoje o projeto continua se adaptando com a aquisição de veículo tipo VAN para transporte de equipe e equipamentos. 

No ano de 2009 com a mudança da sede para um espaço maior para treinamento dos voluntários dos projetos itinerantes foi iniciado em parceria com o CRAS Barigui, o atendimento de crianças e adolescentes de 07 a 17 anos. Atualmente se desenvolve  projetos em várias áreas como: prevenção às drogas, serviço de convivência e fortalecimento de vínculos,  música, esportes, alfabetização de adultos, inclusão digital, entre outras oficinas.

 

 

left show tsN fwR fsN center|left fwR tsN|left fwR tsN hide|bnull|||news login c05|fsN fwR normalcase c05 tsN|c05|login news fwR normalcase c05|tsN fwR c05 normalcase|normalcase fwR c05|content-inner||